Press "Enter" to skip to content

Pré-sal e nova lei de migração prometem reaquecer mercado de trabalho

 

São Paulo, 05/12/2017 – O complexo cenário dos negócios e da mobilidade em âmbito global continua a evoluir e a colaboração global está cada vez mais forte, impactando diretamente o universo da realocação de profissionais. De acordo com Haroldo Modesto, Diretor Regional da Crown no Brasil – que atua no segmento de realocação e mobilidade global há mais de 50 anos -, um fator que deve movimentar o setor de realocação e mobilidade corporativa no Brasil diz respeito à nova lei de Migração, que entra em vigor em novembro, e também aos novos investimentos no pré-sal. A nova legislação propõe um novo visto categoria visitante que irá compreender tanto atividades de turismo quanto de negócios.

Semelhante ao que aconteceu na Espanha, que também adotou nova resolução com regras mais brandas, a alteração da nova lei de migração deve faci

litar o ingresso de profissionais que vêm a trabalho ao Brasil. “Esperamos que a nova lei brasileira atraia talentos estrangeiros, permitindo mais flexibilidade a estas pessoas para virem se instalar e trabalhar no país”, enfatiza o executivo. Com faturamento da ordem de U$ 800 milhões, a Crown posiciona-se entre as cinco maiores do segmento de realocação e mobilidade. Isoladamente, responde por cerca de 120 mil expatriações ao ano, globalmente

Modesto destaca que, embora a mobilidade no Brasil tenha diminuído nos últimos anos, em 2017 já se verifica um ligeiro aumento. “Houve um crescimento de cerca de 15% no número de brasileiros expatriados pela Crown”. Os principais destinos dos brasileiros são: Mercosul (60%), seguido por EUA (20%), Reino Unido (10%) e Ásia (10%). Estimativas apontam que em 2017, globalmente, cerca de meio milhão de profissionais estarão trabalhando fora do país de origem.

Com elevado conhecimento na área, a Crown tem tornado as regras de migração mais compreensíveis e amigáveis para companhias e indivíduos em todo o mundo. Entre o escopo de serviços, a companhia assume tarefas complexas, tais como processar vistos de visitante, assistência com documentação para permissões de trabalho e residência, suporte jurídico e legalizações e traduções. São centenas de profissionais especializados em requerimentos burocráticos de cada localidade, que auxiliam a acelerar e simplificar todo o processo de transferência de país.

Novos investimentos em pré-sal

A Agência Nacional de Petróleo realizou recentemente um leilão de novas áreas de pré-sal. Empresas estrangeiras que já haviam praticamente desativado suas bases, terão que recontratar executivos, pesquisadores, técnicos e operários. “Também será necessário trazer profissionais de outros países para exploração, reaquecendo a economia e, consequentemente, o mercado de realocação e mobilidade no país”, ressalta Modesto.

Crown redefine modelo de negócios

Sempre em busca de inovação e novas maneiras de se destacar nesse mercado, a Crown, está redefinindo seu modelo de negócios, estrutura e governança, para ampliar seu portfólio e oferecer serviços ainda mais avançados.

“Estamos desenvolvendo novas estratégias para nossas unidades de negócios e apostando em tecnologias para conquistar novos mercados e atender ainda melhor nossos clientes. Esse novo capítulo da Crown fortalecerá nossa empresa para seguirmos na liderança por outros 50 anos”, ressalta Modesto.

Sediada em Hong Kong, a multinacional possui operação no Brasil desde 2001 e o país representa cerca de 50% da receita da América Latina. Com faturamento global de US$ 800 milhões, a Crown segue sendo uma companhia privada – de um único dono desde sua fundação em 1965, com 250 escritórios distribuídos em 58 países. Com mais de cinco mil funcionários e 10 mil clientes corporativos em todo mundo, a companhia administra cerca de 120 mil expatriações anualmente.

Ampla gama de serviços

Capacitada a prestar suporte a companhias e indivíduos globalmente e localmente, a Crown possui uma ampla variedade de serviços, dos mais complexos aos mais rotineiros, como serviços de repatriação, mudança local e internacional, busca de residência, busca de escola, acomodação temporá­ria, viagens de orientação, treinamento intercul­tu­ral, idiomas, apoio ao cônjuge, administração de propriedades, viagens prévias, consultoria para RH, entre outros.

São duas as divisões que operam no Brasil. Crown World Mobility, dedicada ao gerenciamento de programas de mobilidade global de empresas; Crown Relocations, que provê serviços de mudança, serviços no destino e administrativos, para suportar indivíduos e famílias em seus projetos de realocação, internacionais ou locais.

Qualidade

A empresa conta com certificados de qualidade ISO na maior parte de seus escritórios ao redor do mundo. Os representantes das normas ISO realizam auditorias externas periodicamente para garantir que sejam cumpridos todos os parâmetros exigidos. “Nossa obsessão por atingir os níveis mais altos de qualidade fez com que desenvolvêssemos o programa de gestão de qualidade QUEST. A Crown desenvolveu esse sistema de padrões de qualidade base­ando-se em sua própria história e em seus conhecimentos aprofundados no setor das realocações”, finaliza Modesto.

Comments are closed.