Press "Enter" to skip to content

ANP questiona distribuidoras por preço da gasolina

Rio, 28/11/2018 – A Agência Nacional do Petróleo (ANP) solicitou ontem esclarecimentos às principais empresas distribuidoras de combustíveis do país informações sobre a política e o repasse de preços da gasolina aos postos. O órgão regulador pediu uma resposta em um prazo de até 15 dias.

O pedido ocorre após a pesquisa de preços da ANP ter revelado que, na bomba, a redução feita pela Petrobras às refinarias não chegou ao consumidor. Na edição de ontem, o GLOBO mostrou que, apesar de a Petrobras ter reduzido em 32,9% o preço da gasolina nas refinarias desde o fim de setembro, o combustível vendido nos postos do Rio caiu, em média, 1,5%.

“A Agência tem adotado várias medidas para dar maior transparência à formação de preços e solicitado informações dos agentes periodicamente. Dessa forma, foi observada a redução significativa de preços da gasolina pela Petrobras, sem que essa decisão tenha chegado ao consumidor final”, complementou a ANP.

Uma fonte do setor ligada às distribuidoras disse que os preços no país são livres e que o repasse aos postos de combustíveis depende de políticas comerciais, que variam de acordo com as redes varejistas.

— Mas o repasse é demorado. Vai chegar ao consumidor em algum momento. Mas, assim como os postos, as distribuidoras têm suas margens também e ainda há toda uma cadeia de impostos que oneram o consumidor —disse essa fonte.

SÓ R$ 0,10 NAS BOMBAS

A Plural, que reúne as empresas do setor, não quis comentar. Ontem, A ANP destacou mais uma vez as diferenças de valores ao divulgar seu último levantamento, indicando que, embora o preço final da gasolina tenha caído cerca de R$ 0,51 nos dois últimos meses na refinaria, só R$ 0,26 foram repassados pelas distribuidoras aos postos. Assim, o consumidor final, por sua vez, somente constatou uma redução da ordem de R$ 0,10 nos preços praticados na bomba. “O pedido atende à atribuição legal da Agência de zelar pela proteção do consumidor quanto a preços”, disse a ANP.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Guiaoffshore 16 anos com você