Press "Enter" to skip to content

Modec recebe Carta de Intenção da Petrobras para FPSO em Marlim

Rio, 17/10/2019 – A Modec informa que recebeu, no dia 14 de outubro de 2019, a Carta de Intenção (“LOI”) da Petrobras para a construção, afretamento e operação de sua 16ª plataforma para o mercado brasileiro. O novo FPSO será destinado à revitalização de Marlim e o período de contrato é de 25 anos.

O primeiro óleo da unidade está programado para 2022 e ela terá a capacidade de produzir diariamente 80 mil barris de óleo bruto e 7 milhões de metros cúbicos de gás natural, com capacidade mínima de armazenamento de 1 milhão de barris de óleo. O campo pertence integralmente à Petrobras e está localizado na Bacia de Campos, norte do estado do Rio de Janeiro, a cerca de 150 quilômetros da costa e em lâmina d’água de aproximadamente 670 metros.

Este será o sexto FPSO da Modec destinado à Bacia de Campos desde que a companhia começou a operar na região, em 2003. A empresa é responsável pela engenharia, aquisição, construção, mobilização, afretamento e operações da plataforma, incluindo equipamentos de processamento de topsides, bem como sistemas marítimos e de casco. A SOFEC, empresa do grupo Modec, projetará e fornecerá o sistema de ancoragem para a unidade.

Além da unidade para Marlim, a Modec também fornecerá mais três FPSOs para o país nos próximos anos: o FPSO Carioca MV30, o FPSO Guanabara MV31 e o FPSO Almirante Barroso MV32 – todos destinados ao pré-sal na Bacia de Santos.

“Hoje, mais da metade dos empregados da Modec no mundo são brasileiros e 90% da nossa mão de obra no país é composta por brasileiros.”, diz o presidente e CEO da Modec do Brasil,Takashi Nishino,

“A conquista deste novo contrato reflete o nosso compromisso com as operações no Brasil e com a Petrobras”, afirmou o Presidente e CEO Global da Modec, . “O Brasil é central em nossa estratégia de negócios e está diante de um momento promissor no segmento de óleo e gás. O mercado brasileiro e a Petrobras têm nos apoiado ao fortalecer nossa posição no segmento global de óleo e gás offshore por quase 20 anos. É nosso desejo continuar a apoiar o desenvolvimento da indústria local, seja em campos maduros, como o de Marlim, ou em campos novos no pré-sal”.

O presidente e CEO da Modec do Brasil, Takashi Nishino, ressaltou o histórico da empresa na região. “A Modec iniciou sua atuação no Brasil em 2003, justamente na Bacia de Campos. Um novo contrato em um projeto de grande relevância na região nos deixa muito honrados. Hoje, mais da metade dos empregados da Modec no mundo são brasileiros e 90% da nossa mão de obra no país é composta por brasileiros. Temos muito orgulho da nossa história no Brasil”.

Mission News Theme by Compete Themes.