Visit page
Press "Enter" to skip to content

Petrobras recebe propostas para venda de refinarias em 6 de março

As quatro refinarias são Refap (RS), Repar (PR), Reman (AM) e Rnest (PE). A Petrobras espera assinar a venda no segundo semestre de 2020

Rio, 09/12/2019 – As ofertas vinculantes por refinarias da Petrobras que compõem o primeiro bloco de vendas devem ser entregues em 6 de março, conforme duas fontes. Havia estimativa de que as ofertas fossem feitas no início desse mesmo mês, mas ainda não havia uma data exata.

As quatro refinarias são Refap (RS), Repar (PR), Reman (AM) e Rnest (PE). A Petrobras espera assinar a venda no segundo semestre de 2020. Pelo processo de desinvestimento estatal, a empresa precisa dar a chance dos demais proponentes cobrirem a proposta selecionada antes da assinatura. Nas refinarias, os principais interessados e considerados favoritos da rodada são Raízen, Mubadala e Ultrapar – mas consórcios podem ser formados para as propostas finais, incluindo novos investidores.

“Há sete grupos participando, mas interessados em ativos diferentes. Cada refinaria deve ter duas propostas”, diz uma fonte. Os interessados tentarão cumprir à risca o prazo da estatal, antes de solicitar alterações de data final de entrega, afirmou esse executivo.

Informados da data, os interessados consideraram o prazo curto, apurou o Valor. Esses ativos não estão ainda segmentados como empresa distinta, os potenciais compradores precisam fazer diligências e também precisam assegurar os financiamentos, ressaltou um executivo. Em outras rodadas de desinvestimento, a Petrobras chegou a alterar a data de entrega de propostas vinculantes a pedido dos proponentes – foi o que aconteceu, por exemplo, na venda da distribuidora de gás liquifeito de petróleo Liquigás. A empresa foi vendida no novo prazo para Copagaz, Itaúsa e Nacional Gás.

Fonte: Valor Econômico

Mission News Theme by Compete Themes.
Notícias em Destaque: