Press "Enter" to skip to content

Equinor estima produzir de 300 a 500 mil barris/dia no Brasil em 10 anos

Rio, 16:59 03/02/2020 – A Equinor firmou, em nome dos parceiros ExxonMobil e Petrogal Brasil, contratos de Feed (Engenharia e Projeto Básico) com compromissos antecipados e pré-investimentos para a fase 1 da área de Bacalhau (anteriormente Carcará) no Brasil. Os fornecedores foram selecionados para a contratação do Surf (Sistema de Coleta de Produção) e da unidade de produção tipo FPSO. A empresa planeja produzir de 300 a 500 mil barris diários no Brasil até 2030.

A Subsea Integration Alliance (SIA), formada pela Subsea7 e OneSubsea, foi selecionada para o contrato Surf e a Modec Inc., para o contrato FPSO.

“A concessão desses grandes contratos é um marco importante no desenvolvimento da área de Bacalhau”, diz Anders Opedal, vice-presidente executivo de Tecnologia, Projetos e Perfuração da Equinor. “Concedemos esses contratos a empresas conceituadas, com longa experiência no Brasil, e nossa expectativa é trabalhar em colaboração com a Sia e a Modec para garantir a execução do projeto dentro do prazo”, frisou..

Os contratos Surf e FPSO são baseados em uma concessão dividida em duas etapas. O Feed e o pré-investimento estão começando agora, com uma opção para a fase de execução sob uma configuração de contrato a preço fixo (global), que inclui as etapas de Engenharia, Suprimento, Construção e Instalação para todos os escopos Surf e FPSO.

As opções para ambos os contratos estão sujeitas a uma decisão de investimento planejada para o final de 2020.

O fornecedor selecionado para o contrato do FPSO operará durante o primeiro ano. Posteriormente, a Equinor planeja operar suas instalações até o final do período de licença, em 2053.

“Este será o maior FPSO do Brasil, com uma capacidade de produção de 220 mil barris por dia”, diz Opedal.

Existe um alto grau de padronização e industrialização para os contratos Surf e FPSO, aproveitando a experiência dos contratados. O contrato Surf contribui significativamente para o conteúdo local no Brasil, com aproximadamente 60%.

“Bacalhau é um ativo de classe mundial no pré-sal brasileiro em Santos. O Brasil é uma área-chave de crescimento para a Equinor e a empresa tem a ambição de produzir de 300 a 500 mil bbls/dia no Brasil até 2030. Bacalhau terá um papel importante para atingirmos esse objetivo”, diz Margareth Øvrum, Presidente da Equinor Brasil.

 

 

Mission News Theme by Compete Themes.
Notícias em Destaque: