Mancha de petróleo no NE indica que algo “extraordinário” ocorreu, diz CEO da Petrobras

Mancha de petróleo no NE indica que algo “extraordinário” ocorreu, diz CEO da Petrobras

São Paulo, 08/10/2019 – Pelo volume de petróleo coletado em praias do Nordeste, de mais de 500 barris, algo extraordinário aconteceu na costa brasileira, maior do que a simples lavagem de um tanque de algum navio, conforme alguns chegaram a especular sobre a origem da mancha de óleo, disse o presidente da Petrobras a jornalistas nesta terça-feira.

“133 toneladas, são aproximadamente mais de 500 barris de petróleo, o que indica que não é simplesmente a lavagem de um tanque de navio. Alguma coisa extraordinária aconteceu, que não sabemos o que é, nem cabe à Petrobras a investigação. Temos outros órgãos, PF (Polícia Federal), Marinha, que têm essas atribuições. Petrobras somente explora e produz petróleo”, disse Roberto Castello Branco, em Brasília.

Questionado sobre reportagens que apontaram, com base em análises da Petrobras, que a origem do petróleo seria na Venezuela, Castello Branco afirmou que o “relatório é reservado, confidencial da Petrobras para o Ibama”.

“Eu não tenho autorização para divulgar. Há uma instituição de Estado”, comentou.

Por Gabriel Ponte/Reuters

Share